Languiru anuncia programa de profissionalização da cadeia leiteira

- Publicidade -spot_imgspot_img

Um plano de ampliação do sistema de remuneração ao produtor foi lançado pela Cooperativa Languiru. O Programa Pró-Leite promete inserir uma série de novos quesitos visando a profissionalização da cadeira leiteira, agregando em até 15% no valor médio recebido atualmente. O incremento será de R$ 800 mil por mês no campo.

O desenvolvimento Programa de Profissionalização da Cadeia Leiteira Languiru (Pró-Leite) se deu como forma de apoio aos produtores, que estão enfrentando dificuldades com a permanência da estiagem. “A cooperativa já vinha adotando uma série de benefícios, mas agora tivemos ideia de reforçar. O produtor está desamparado e, por isso, lembramos de compensar essas perdas com incentivos e aportes financeiros com esse programa, para que ele persista em seguir com suas atividades. É um alento ao produtor”, justificou o presidente da Cooperativa Languiru, Dirceu Bayer.

Os detalhes do projeto foram apresentados na manhã desta sexta-feira (14/1), em evento realizado no salão de eventos da Associação dos Funcionários da Languiru, em Teutônia. Além de veículos de imprensa e conselheiros da Languiru, também estiveram presentes o presidente da Associação dos Municípios do Vale do Taquari (Amvat), Sandro Herrmann, e parceiros da cooperativa vindos dos municípios de Nova Petrópolis e Rio Pardo.

Profissionalização da cadeira leiteira

O programa representa um incremento de aproximadamente R$ 800 mil no campo. O incentivo apresenta melhoria nos valores (de ordenha robotizada e compra de rações) e novos indicadores (Cross Ventilation, ventiladores, aspersores, Free Stahl/Compost Barn e compra de medicamentos e insumos), além de ofertar bônus por conformidade ambiental e crescimento de produção.

Os novos quesitos visam desenvolver a cadeira leiteira, pois os produtores mais profissionais tendem a se estabelecer em média de remuneração acima do mercado. “É uma demonstração clara de profissionalizar o produtor, pois ele poderá escolher os quesitos que investirá e vai somando bônus, que aumentarão o valor por litro de leite”, explicou Bayer.

Trata-se de uma oportunidade de agregar até R$ 0,235, podendo aumentar em cerca de 15% sobre o ganho. Os benefícios somam-se a manutenção de preço base padrão pago pelo litro.

Bayer também enfatiza que o Programa Pró-Leite é ofertado a todos os produtores associados. “Todos tem condições de participar, indistintamente se é pequeno, médio ou grande empresário. Melhoramos a remuneração em cada faixa para que o produtor possa se motivar, além de outros quesitos técnicos para fazer a verticalização do profissionalismo do produtor”, diz o presidente da Languiru.

PROGRAMA PRÓ-LEITE

Indicadores com melhorias
– Ordenha robotizada;
– Compra de rações.

Novos indicadores
– Cross Ventilation;
– Ventiladores;
– Aspersores;
– Free Stahl/Compost Barn;
– Compra de medicamentos;
– Compra de insumos (sementes, defensivos, etc);
– Prêmio Incremento/Crescimento (aumento de produção – para todos);
– Prêmio até 500 litros (prêmio EXTRA de aumento de produção);
– Prêmio Conformidade ambiental (responsabilidade ambiental).

- Publicidade -

MAIS

- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Escreva seu comentário!
Digite seu nome aqui