Poeta teutoniense é empossado Acadêmico Internacional da Feblaca

- Publicidade -spot_imgspot_img

O escritor teutoniense Juliano Stepenhorst Schwarz (41) foi empossado acadêmico da Federação Brasileira dos Acadêmicos das Ciências, Letras e Artes (Feblaca). Schwarz foi indicado pela escritora e confrade Lorena Fontoura, e após enviar a biografia literária para ser aprovado pela comissão da FEBLACA, obteve êxito e se tornou um dos confrades e representantes do Estado do Rio Grande do Sul. Ele expressa sua emoção poética e literária diante da conquista. “Para mim é uma imensa honra e orgulho ser empossado como Acadêmico Internacional da FEBLACA. Como poeta tenho o legado de pensar em versos e de deixar seguir o voo da poesia para todos”, conclui.

A cerimônia de posso ocorreu no sábado (25/6), em um encontro realizado de forma online. O escritor ocupa a cadeira número 207 com o Patrono Guimarães Passos.

Schwarz produz poemas e poesias há 20 anos e comenta sobre sua inspiração que nasce da observação do comportamento humano, silêncio, emoções, natureza e figuras de linguagem. Em 2005 publicou um livro intitulado “Mais belo que o céu”, pela editora da Univates. Atualmente está à procura de patrocínio para publicação de seu novo livro, intitulado “Espelho D’água”.

A Feblaca
A Federação Brasileira dos Acadêmicos das Ciências, Letras e Artes (Feblaca), foi fundada em 2012 e tem, dentre muitos de seus objetivos, estimular e promover a cultura, as ciências sociais e as artes, a valorização do idioma e as Letras. A organização realiza cerimônias de outorga de medalhas a cidadãos que obtêm destaque em diferentes áreas culturais e sociais.

Em 2022 a associação está comemorando 10 anos, e na homenagem, cada empossado recebeu a pelerine, a medalha do Mérito Acadêmico e a medalha de comemoração ao aniversário.

- Publicidade -

MAIS

- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -