Câmara de Teutônia homenageia casais que completaram Bodas de Ouro

379
Foram homenageados 19 casais teutonienses que completaram 50 anos de união / Crédito da foto: Paloma Griesang

A Câmara de Vereadores de Teutônia retomou nesta terça-feira (29/11) a homenagem aos casais que completam 50 anos de casados (Bodas de Ouro). A homenagem não acontecia desde 2020 devido à pandemia.

Foram 19 casais homenageados na noite. Além dos quadros de homenagem, eles receberam o reconhecimento dos vereadores. O presidente da Câmara, Vitor Krabbe (PDT) avalia que a homenagem é muito justa. “Não é fácil e, com certeza, vai ser cada vez menor essa possibilidade da homenagem. Por isso, precisamos dar os parabéns a estes casais. Porque estão mostrando que houve enfrentamentos, contratempos, mas souberam passar por cima e caminhar e permanecer juntos”, declara.

Ele considera que eles são exemplos. “Reflete o respeito entre as pessoas, o respeito que está aos poucos terminando. Vocês são uma prova de que dá para viver muito tempo juntos se respeitamos e levamos em consideração as questões do próximo”, pontua.

Representando os casais, se pronunciou Décio Schneider. Ele fez diversos agradecimentos. Salientou a importância do Legislativo abraçar a ideia da homenagem. “Nos deixa honrados, uma atitude que tem que ser aplaudida”, opina.

Disse que as 19 famílias, representadas pelos casais homenageados, merecem destaque. “Porque conseguiram essa façanha de 50 anos juntos”, salienta. Reforçou que nem tudo nos 50 anos foi “um mar de rosas”, que houve dificuldades e obstáculos. “É importante dizer, e para mim é um dos grandes segredos, entre estes casais, sempre que apareceu um problema, trataram de fazer um esforço, sentar e tentar resolver da melhor maneira possível. Nem sempre conseguimos, porém, nunca por causa disso, se colocou em xeque o casamento. Nem por isso deixamos de ir adiante, e o resultado esta aí”, pontua.

Disse que se preciso fosse, se faria tudo de novo. “Porque os obstáculos e tristezas foram bem menores do que as satisfações, alegrias e façanhas. As coisas boas superaram muito as ruins”, conclui.

- publicidade -