Languiru projeta aumento de parceiros com a habilitação para exportar ao mercado chinês

A habilitação representa para a Languiru a ampliação de sócios para abatimento. Além da JBS, a estimativa é de agregar outras empresas na parceria para os abates. 

2061

O Presidente Liquidante, Paulo Roberto Birck, e o assessor Gilberto Keller explicam sobre o significado da habilitação para exportar cortes de aves para a China. Em relação ao mercado internacional, a  Languiru já exporta para o Chile, que é um mercado terrestre. A habilitação para exportar ao mercado Chinês, é representativa e traz esperança aos envolvidos com a Cooperativa, especialmente por significar a entrada de recursos financeiros. 

Birk explica que o mercado chines tem um diferencial de valorizar cortes que, no Brasil, não são valorizados. Cortes como pés de frango e ponta de asa, são valorizados pelo mercado chines.

A habilitação representa para a Languiru a ampliação de parceiros para abatimento. Além da JBS, a estimativa é de agregar outras empresas na parceria para os abates. 

Para Paulo Birck e Gilberto Keller a habilitação coloca o frigorífico em outro patamar.

Gilberto detalha que  as tratativas já estavam sendo feitas com a China. Foi um período de intensos diálogos com autoridades políticas. O destravamento do projeto prosseguiu com ajustes do projeto e negociações. Segundo Birk, ““A languiru volta a ser vista de uma outra maneira”.

O frigorífico de aves de Westfália opera com uma planta flexível, resultado dos investimentos da atual gestão. Para o futuro, é projetada a ampliação de abatimentos, abertura do segundo turno e contratação de 250 funcionários. 

No Vale do Taquari duas plantas estão habilitadas, a BRF em Lajeado e o frigorífico de Aves em Westfália.

“Traz para um cenário totalmente de terra arrasada, um cenário e uma luz. A Languiru volta a ser olhada de forma diferente. Veja bem, uma empresa que entrou em colapso econômico , conseguir no meio disso aí,  uma habilitação para vender para o mercado internacional mais cobiçado que existe hoje, não é uma casualidade”, comemora Gilberto.

Confira a entrevista na íntegra:

- publicidade -