Entidades contabilizam doações aos municípios atingidos

1090
Entidades de Teutônia se uniram em prol dos desabrigados / Crédito: Letícia Echer

O Rio Grande do Sul foi assolado pela maior catástrofe climática já registrada. Teutônia também sofreu com a cheia do Arroio Boa Vista na semana passada. Entretanto, a comunidade não deixou de se unir para amparar e apoiar os municípios vizinhos. Voluntários, clubes, ONGs e o poder público se mobilizaram para amenizar a situação.

Na enchente de setembro de 2023, o Rotaract Clube de Teutônia promoveu o Pix Solidário. Na terça-feira (30/4), o Clube reativou o projeto, com o objetivo de arrecadar itens para as famílias atingidas pelo novo desastre natural. Até o fechamento desta edição, o valor arrecadado somava R$ 36.681,19. É possível acompanhar a destinação do valor arrecadado por meio de uma planilha on-line disponibilizada pelo clube.

Desde sábado (4/5), a entidade também produz marmitas e sanduíches para Teutônia, Estrela, Cruzeiro do Sul, Roca Sales, Taquari e Bom Retiro do Sul. A Rotainox, empresa em Westfália, disponibilizou o espaço para a produção no sábado e domingo passados. O Rotary Club Teutônia e o Leo Clube Teutônia também participaram da ação. Desde segunda-feira (6/5), a produção se estabeleceu no CTG Rincão das Coxilhas, em Teutônia. No mesmo dia, foram entregues 1.537 sanduíches.

As entidades ainda auxiliaram no processo de limpeza das cidades atingidas pelas cheias do Rio Taquari. O Rotary Clube também realizou a compra de gasolina para abastecer um gerador no município de Colinas.

Além disso, o Rotary foi beneficiado com uma quantia de R$ 170 mil de uma vaquinha realizada pelo humorista Badin. Para receber o valor, o grupo elaborou um plano de ação, que conta com quatro grandes momentos: ações já realizadas, ações de curto prazo, ações de médio prazo e ações de longo prazo.

As atividades de curto prazo abrangem a distribuição de donativos, alimentos e combustíveis. No terceiro momento, as ações serão focadas na limpeza e reconstrução das moradias. Por fim, as ações de longo prazo incluem a participação em debates e discussões sobre o tema e a manutenção do suporte aos atingidos.

ONG Fazer Moradas

A ONG Fazer Moradas, de Teutônia, amparou a alimentação dos desabrigados em cidades próximas. A organização produziu pães, biscoitos e rosquinhas. Na quinta-feira (9/5), foram distribuídos 500 pães e mais de 100 bolachas. É possível auxiliar a ONG na produção ou com a doação de polvilho azedo, farinha, fermento, açúcar e margarina. A entidade está localizada na Rua Dom Pedro II, nº 1928, em Canabarro.

Município

O ponto de coleta de doações na cidade é a Associação Pró-Desenvolvimento de Languiru (APDL). O local recebe doações de materiais de limpeza, roupas, alimentos e itens de higiene pessoal. No momento, as maiores carências são arroz, feijão, óleo, açúcar, massas, farinha, sal, café e biscoitos. Na parte de higiene e limpeza, necessita-se de escovas de dente, desodorantes, shampoo, sabonete, creme dental, sabão em pó, esponja e sacos de lixo.

Já o Poder Legislativo do município, na terça-feira (7/5), aprovou o projeto de Lei de autoria do Executivo, que estabelece a cessão de máquinas, equipamentos, veículos, insumos e mão de obra para as cidades afetadas. A ação se estende durante o decreto de calamidade pública.

- publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Escreva seu comentário!
Digite seu nome aqui