Abertura oficial do “11º Festival Internacional de Vôlei Cidade de Estrela” congrega delegações

Competição ocorre desde quarta-feira em Estrela e se estende até domingo com a participação de 73 equipes de quatro países em 300 partidas

1146
São 73 equipes e mais de mil pessoas de seis estados brasileiros, também Argentina, Uruguai e Peru

Um palco montado em frente à Praça Menna Barreto, no Centro de Estrela, foi utilizado pelas autoridades para os atos da abertura oficial do 11º Festival Internacional de Vôlei Cidade de Estrela. Como plateia, as mais de mil atletas e comissões técnicas envolvidas neste que é a maior competição de vôlei feminino de base da América do Sul. São elas representantes das 73 equipes de 34 clubes de seis estados brasileiros e outros três países na disputa de 300 jogos até domingo.

- publicidade -
Paula Menegotto Panno fez o juramento ao atleta

O juramento das atletas foi protagonizado pela atleta anfitriã da Languiru/CML/Avates/Estrela, Paula Menegotto Panno, campeã sul-americana sub-18 com a seleção brasileira infanto e campeã dos Jogos Escolares do Brasil com a equipe estrelense. “É o quarto ano em que participo. A dimensão dele impressiona cada vez mais”, destaca. Dimensão fomentada muito pela presença de delegações também do exterior. Entre elas a do Centro Desportivo de Lima, do Peru. “É minha primeira vez aqui. Estou adorando. Muito divertido, a cidade é linda, a comida gostosa. Espero voltar ano que vem”, afirma a atleta peruana Paula Camila Chacon, de 13 anos. Ao fim dos discursos, enquanto algumas delegações já se dirigiam para as quadras em transporte coletivo oferecido pela organização, outras tiravam fotos para registrar o momento, e as demais saiam para um passeio pelo centro da cidade.

As 73 equipes representam 34 clubes do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, também Argentina, Uruguai e Peru. Entre os destaques deste ano o clube Pinheiros de São Paulo, um dos mais tradicionais do esporte no País, o Olimpo de Buenos Aires e o Picun, da Patagônia.

Fonte: AI Estrela

- publicidade -