Administração Municipal renova convênio com o CAPA

Durante a reunião, entidade também prestou contas das atividades desenvolvidas no Município

- Publicidade -spot_imgspot_img

Desde 1978, o Centro de Apoio e Promoção da Agroecologia (CAPA) desenvolve atividades no Sul do Brasil. Entre seus objetivos estão apoiar agricultores familiares na produção ecológica de alimentos, na organização comunitária e no cooperativismo, e promover a saúde integral.

Em Westfália, a Administração Municipal iniciou a parceria com a entidade no ano de 2010. O foco do trabalho, no Município, está na alimentação saudável e segurança alimentar e nutricional, no uso correto de plantas medicinais, cuidados com a saúde e melhor convívio com doenças, e na elaboração de receitas. As localidades atendidas pelo CAPA em Westfália são: Linha Paissandu, Linha Schmidt, Linha Frank e Linha Schmidt – Grupo do Lar Unidas Venceremos.

Com o intuito de prestar contas das atividades desenvolvidas no Município e renovar o convênio, representantes do CAPA estiveram reunidos com a Administração Municipal no dia 30 de maio (terça-feira). O relatório descreve atividades realizadas entre maio de 2016 e abril de 2017. Entre elas, estão: elaboração da Cartilha “Receitas de Saberes e Sabores: um resgate dos Grupos de Saúde Comunitária”, participação no Encontro Anual dos Grupos de Saúde Comunitária, e atividades de incentivo à elaboração e manutenção de hortas domésticas, pomares e plantas medicinais, além do consumo de produtos produzidos na região. No decorrer deste período, também foram desenvolvidas palestras e oficinas práticas com os grupos, bem como atividades relacionadas às áreas de saúde coletiva, soberania, segurança alimentar e nutricional, e agroecologia.

Além do prefeito Otávio Landmeier, participaram do encontro o secretário da Agricultura e Meio Ambiente, Vitor Cristiano Ahlert, a diretora do Departamento Municipal de Assistência Social (DMAS), Daniela Dahmer Hollmann, o engenheiro agrônomo do CAPA, Lauderson Holz, a coordenadora do CAPA, Melissa Lenz, e a enfermeira do CAPA, Graciela Michels. Localidades atendidas pela entidade também estiveram representadas: Ivoni Feldmann e Edi Ebeling, da OASE de Linha Frank, Liselote Wagner, da OASE de Linha Schmidt, e Carla Landmeier Horst, representante do Coro de Senhoras Rosa Branca, de Linha Paissandu.

Integração: CRAS e CAPA

Após reuniões entre a Assistência Social, OASEs, representantes do CAPA e pastora Silvane Dragon Frank, foi lançada uma estratégia de trabalho entre a Assistência Social e o CAPA, possibilitando que as ações da entidade fossem inseridas nos serviços do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS). A partir do mês de março, a parceria foi iniciada com a organização dos grupos.

O Programa de Atenção Integral à Família (PAIF) – Centro e o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) Idosos – Centro integraram-se ao grupo da OASE de Linha Schmidt. Já o SCFV Idosos – Interior e o PAIF – Interior se integraram ao grupo da OASE de Linha Frank. Os encontros com o CAPA são mensais, enquanto que o cronograma de atendimento do PAIF e do SCFV, elaborado pelo CRAS, é quinzenal.

Dentre as atividades promovidas, o CAPA busca desenvolver e fortalecer o autocuidado com a saúde, através da promoção e educação em saúde, por meio de plantas medicinais, farmácia caseira, segurança e soberania alimentar e nutricional, além das oficinas de alimentação. O CAPA é uma organização não governamental, composta por cinco núcleos de atuação: Santa Cruz do Sul (ao qual pertence Westfália), Pelotas, Erechim, Verê e Marechal Cândido Rondon.

Fonte: AI Westfália

- Publicidade -

MAIS

- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -