Alunos da Estrelinha desenvolvem atividades sobre a educação fiscal

414
Alunos ouvem histórias associadas às questões dos tributos/Crédito da foto: Divulgação

Desde março de 2017, as escolas municipais de Teutônia foram orientadas a incluir a Educação Fiscal entre os temas de trabalho no educandário, visando a promoção, disseminação e fortalecimento da temática nas escolas. Desde então, a educação fiscal vem sendo trabalhada através de ações como leituras de histórias associadas à questão dos tributos, debates sobre a aplicação de recursos públicos e visitas aos órgãos governamentais, por exemplo.
Na Escola de Educação Infantil Estrelinha, do Bairro Canabarro, a diretora da instituição, Silvana Kolling, explica que cada turma tem uma didática diferenciada para tratar o tema. “Nossos alunos a partir dos 2 até os 6 anos estão engajados na realização de atividades e trabalhos sobre a Educação Fiscal, cada turma com uma dinâmica diferenciada de acordo com a faixa etária”, comentou a diretora.
Na instituição, o tema é tratado em forma de brincadeiras, através da confecção de jogos, hora do conto e outras atividades. Recentemente, por exemplo, os alunos foram estimulados a trazer dinheiro de casa e acompanhados pelas professoras, foram até um supermercado próximo a instituição para vivenciar situações de compra e venda de mercadorias utilizando dinheiro. Por lá, as crianças trabalharam questões como a emissão de notas fiscais, a conferência do troco, modos de fazer economia, boas maneiras e bom comportamento em locais públicos, além da responsabilidade e cuidado com o dinheiro.
Diariamente os alunos brincam na escola com embalagens trazidas de casa, cujo ambiente simula muito um supermercado, em que as crianças podem agregar ainda mais conhecimentos sobre o tema de uma maneira lúdica e prazerosa, estimulando a conscientização para a cidadania. A instituição ainda criou uma turma de fiscais, que controla o desperdício de materiais, energia e água. “Eles saem pela escola apagando luzes que não precisam estar ligadas, fechando melhor as torneiras que estão pingando”, concluiu a diretora.
Na Estrelinha, todas as atividades que visam a promoção da educação fiscal são registradas e estas fotos devem fazer parte de um folder que a escola irá confeccionar e distribuir para as famílias dos alunos. Propagando assim o tema para além das fronteiras da escola e estimulando os pais a se engajarem na campanha e solicitarem o cupom fiscal sempre que efetivarem uma compra.

Fonte: AI Teutônia

- publicidade -