Avança a implantação do novo sistema de dados e serviços da Prefeitura de Estrela  

Novas reuniões com representantes da IPM Sistemas, presente em mais de 300 municípios e empresas brasileiras, buscam identificar demandas administrativas do município  

1378
Reuniões têm marcado a fase da migração de dados/Crédito da foto: Rodrigo Angeli/Divulgação

Representantes de diversos setores da Prefeitura de Estrela, entre elas as secretárias da Fazenda, da Administração, do Planejamento e Desenvolvimento Econômico, realizaram reunião com representantes da IPM Sistemas. A empresa de Santa Catarina, vencedora da licitação, está presente com sua plataforma em mais de 300 municípios e empresas brasileiras e será responsável pela implantação do novo sistema integrado da prefeitura. Este irá padronizar, facilitar e agilizar os mais diversos serviços e atendimentos, possibilitando mais controle, eficiência e praticidade para a tramitação das demandas diárias da administração municipal.

- publicidade -

Jackson Fernando Schmidt, consultor de vendas da IPM, empresa sediada em Florianópolis mas com fábrica em Rio do Sul-SC, trouxe aos servidores mais explicações quanto ao funcionamento do sistema que, a princípio, deve operar a partir de agosto. “Estamos na fase de esclarecimentos, levantamento de dúvidas e particularidades de cada pasta, setor, e mesmo do próprio município. A atual fase é a de migração dos dados”, explica Schmidt. “O que se busca e se conseguirá com a implantação do sistema é uma padronização e modernização das ferramentas, uniformidade dos procedimentos, criação de um sistema único e integrado, que vai facilitar tanto a vida do servidor como do cidadão”, detalha. “Por exemplo o município de Gravataí, que adota nosso sistema, tem hoje mais de 270 serviços à disposição dos cidadãos e funcionários, tudo padronizado”, relata.

A plataforma possibilitará que com o cadastro único, todas as informações acerca de um munícipe sejam visualizadas e acessadas de forma clara. “Isto do pagamento dos impostos ao uso de postos de saúde. Será possível acompanhar digitalmente o andamento de algum processo burocrático e tornar mais compreensível suas etapas. Vai se diminuir muito o uso dos papeis, facilitar e ampliar os atendimentos online, a geração de relatórios e tudo isso vai reduzir custos, agilizar processos e facilitar o acesso a serviços essenciais. Com a implantação do novo sistema, mais facilidade e serviços serão ofertados aos cidadãos, e o melhor tudo, de forma online”, completa ele.
Após a fase de migração de dados, ocorrerá a implantação do sistema, adaptação e posterior uso dele por parte de servidores e todos os munícipes. Novas reuniões devem ser realizadas nos próximos dias. Mais informações no site www.ipm.com.br

- publicidade -