Triagem do Aterro Sanitário de Lajeado retoma atividades

1304
Crédito da foto: Francini Ledur/Divulgação

A Central de Triagem do Aterro Sanitário de Lajeado voltou a operar normalmente. Depois de ficar interditada a pedido do Ministério Público do Trabalho por cerca de 3 meses devido a problemas estruturais, o local passou por readequações e reformas. A liberação do Aterro foi notificada na quarta-feira (26/7), após vistoria realizada no local pela equipe do Ministério.

- publicidade -

Entre as mudanças realizadas, seguindo as exigências do órgão fiscalizador, o Aterro Sanitário recebeu melhorias na parte elétrica e de fiação, que antes estava exposta e sujeitando os trabalhadores a acidentes, reformas nas escadarias e no acesso às esteiras localizadas no pavilhão de triagem e adequação da estrutura. Além disso, a Cooperativa dos Recicladores do Vale do Taquari (Coorevat), que atua no local, adquiriu novos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para todos os seus cooperados e realizou cursos durante o período sem atividades. Agora, a equipe formada por 30 cooperados retoma o trabalho em condições adequadas e protegidos contra acidentes.

É na Central de Triagem que todo o lixo recolhido no município passa em esteiras para que o material com algum valor econômico seja separado e depois vendido. Os resíduos que não têm mais utilidade, que estão contaminados por falta de separação, que perderam o valor comercial e resíduos orgânicos são enterrados em uma célula de lixo. Apenas no município de Lajeado, são recolhidos diariamente uma média de 60 toneladas de lixo.

Nos próximos dias, deverá ser liberada a utilização das prensas para compactar o material que será revendido e reciclado.

- publicidade -