Paverama sediou seminário de cozinheira de escolas

Evento ocorreu na quarta-feira à tarde e mobilizou 7 municípios da região

599
Paverama sediou Seminário Cozinheiras da Educação promovendo a comida de verdade

O Centro Cultural Evangélico ficou pequeno na tarde desta quarta-feira (26/07) para o “Seminário Cozinheiras da Educação promovendo a Comida de Verdade” que foi promovido pelo Programa Intermunicipal de Qualificação da Alimentação Escolar – PIQAE. O evento contou com a presença de gestores municipais, diretores de escolas, coordenadores pedagógicos, merendeiras e serventes dos municípios de Estrela, Fazenda Vilanova, Imigrante, Poço das Antas, Teutônia, Westfália e a anfitriã Paverama.

- publicidade -

O evento foi organizado pela Secretaria Municipal da Educação e Cultura em parceria com a EMATER/ASCAR. A atividade iniciou com a formação da mesa diretora, que contou com a presença da extencionista da EMATER de Paverama Marlova Pretto, o Secretário da Agricultura e Meio Ambiente, Mauro Scheuremann, a Secretária de Educação e Cultura Rosicler Flach, o Gerente Regional Adjunto da Emater/Ascar Carlos Augusto Lagemann e o Vice-Prefeito Elemar Rui Dickel.

Dickel saudou os presentes em nome da Administração Municipal e destacou a parceria de anos que o município tem com a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural – EMATER. “Essa parceria é interessantíssima e cada vez mais vem inovando e auxiliando o município. E sobre o seminário, essa é uma ótima tarde para a troca de experiências e ideias. A alimentação é a base das nossas crianças e elas partem de vocês, os pais ficam tranquilos em casa sabendo do trabalho e da qualidade que cada uma executa” disse.

O evento seguiu com a apresentação do Programa Intermunicipal de Qualificação da Alimentação Escolar, após os profissionais forma divididos em grupos e participaram de oficinas sobre a alimentação.

Para a nutricionista da Secretaria Municipal de Educação e Cultura de Paverama, Luciana Engster Feiden esse evento foi de suma importância para a qualificação das merendeiras e serventes. “As oficinas trataram de assuntos muito pertinentes a sua profissão, com isso elas poderão usar os conhecimentos adquiridos nas escolas e também na sua vida.  É sempre muito bom poder proporcionar a elas estes momentos de integração e qualificação” conclui.

- publicidade -