Programa de Pavimentação Comunitária já recebe pedidos em Lajeado

682
Pedidos de pavimentações serão atendidos conforme a disponibilidade de recursos do município

O novo Programa de Pavimentação Comunitária da Prefeitura de Lajeado já está disponível para a comunidade. Criado pela Lei nº 10.424, de 29 de junho de 2017, o Programa de Pavimentação Comunitária de Vias Urbanas (PPC) tem como objetivo promover a participação da comunidade nos planos de gestão administrativa para infraestrutura das vias urbanas municipais. “É uma união de esforços entre o poder público e os proprietários dos imóveis beneficiados com a pavimentação, uma parceria entre o poder público e o privado”, explica o procurador do município, Natanael dos Santos.

- publicidade -

Os proprietários terão de requerer a pavimentação à prefeitura e apresentar a documentação exigida pela lei. Para o requerimento, 100% da área a ser pavimentada deverá estar representada pelos proprietários dos imóveis lindeiros ao trecho que receberá a infraestrutura, cabendo aos proprietários, ainda, absorver os custos daqueles que não aderirem. Para fazer o requerimento, o telefone de informações é 3982-1075.

– Já temos 8 pedidos encaminhados pela população, mas nossa estimativa é de que tenhamos mais de 20 pedidos já nos próximos dias. Importante destacar que os pedidos serão atendidos na medida da disponibilidade do orçamento municipal – explica Cassiano Jung, secretário municipal de Obras e Serviços Públicos. Ressalta-se, também, que os projetos deverão ser apresentados com o comprimento mínimo de uma quadra.

O que diz o PPC:

Pavimentação Asfáltica

Pavimentação de Calçamento

Caberá ao município

– Elaboração do projeto técnico, incluída a canalização para o futuro tratamento de esgoto e obtenção da licença de instalação ambiental
– Fixação dos níveis, gabaritos e alinhamentos

– Preparação do solo (cancha)

– Remoção de eventuais materiais inadequados para a base
– Material de base

– Abertura e reaterro de valas

– Sinalização horizontal da via

– Elaboração do projeto técnico, incluída a canalização para tratamento de esgoto e obtenção da licença de instalação ambiental

– Fixação dos níveis, gabaritos e alinhamentos

– Preparação do solo (cancha)

– Remoção de eventuais materiais inadequados para a base

– Fornecimento de material para assentamento (areia ou pó de brita)

– Abertura e reaterro de valas

– Meios-fios e material para assentamento da pedra

– Compactação da pavimentação

Caberá aos proprietários

– Maquinário e mão de obra para espalhar e compactar a base

– Material e mão de obra para a pintura de ligação
– Fornecimento do material de pavimentação e mão de obra para sua execução, conforme o tipo do material definido no projeto
– Mão de obra e maquinário para a execução do serviço de pavimento com compactação

– Material para as bocas de lobo e poço de vista (pedras e grades), bem como mão de obra para sua construção

– Fornecimento dos meios-fios e mão de obra para a sua colocação

– Quando da execução do sistema de tratamento de esgoto, fornecimento de canos, maquinário e mão de obra, caso o mesmo não seja executado pela concessioná ria de s erviços de água e esgoto

– Fornecimento do material de pavimentação

– Mão de obra para execução do serviço de colocação do calçamento

– Material e mão de obra para construção das bocas de lobo e poço de vista (pedras e grades)

– Mão de obra para assentamento da canalização e meio-fio

– Quando da execução do sistema de tratamento de esgoto, fornecimento de canos, maquinário e mão de obra, caso o mesmo não seja executado pela concessioná ria de s erviços de água e esgoto

- publicidade -