Fase de testes do sistema anti-intrusão será iniciada no Presídio Estadual de Lajeado

640
Cadastro reserva será para cinco áreas de atuação nas salas de aula

A Prefeitura de Lajeado, por intermédio da Secretaria de Segurança Pública (Sesp), inicia nesta quinta-feira (24/08), a fase de testes de um sistema anti-intrusão nas cercanias do Presídio Estadual de Lajeado (PEL). Nesta quarta-feira (23/08), o titular da pasta, Paulo Locatelli, o diretor técnico da Sesp, Vinicius Renner, o coordenador do setor de Tecnologia da Informação da prefeitura, Guilherme Rosa da Silva, se reuniram com técnicos da empresa Superluc, responsável pela instalação do sistema, bem como com o diretor do PEL, David Horn, para definição e ajustes na execução do projeto.

- publicidade -

Conforme Locatelli, o sistema está interligado às câmeras de videomonitoramento recentemente instaladas no PEL e detecta a aproximação e passagem de qualquer pessoa ou objeto sobre os muros da casa prisional. Além disso, quando detecta situações desse tipo, o sistema emite alerta e alarme de modo a acionar, de forma imediata, agentes da Susepe e da Brigada Militar, permitindo uma resposta rápida a qualquer atividade suspeita dentro e fora do PEL. “Estamos inovando ao fazer uso de diferentes tecnologias para fazer de Lajeado uma cidade-conceito em termos de segurança pública”, destaca Locatelli, ao citar a parceria com a empresa Superluc.

De acordo com Locatelli, a fase de testes e adequações no sistema ocorrerá ao longo dos próximos seis meses. Entretanto, o secretário adianta que em 30 dias já poderão ser analisados os primeiros resultados da potencialidade e eficiência do sistema. “Estamos trabalhando em diferentes frentes, como por exemplo, utilizar as câmeras de videomonitoramento para implantação de sistemas de identificação facial e de placas veiculares”, afirma Locatelli. De acordo com ele, Lajeado é pioneira na implantação desse sistema anti-intrusão, mas pretende, ainda em 2017, abrir licitação para compra de câmeras e equipamentos que possibilitarão a implantação do projeto de cercamento eletrônico e mais câmeras de identificação facial.

- publicidade -