Prefeitos de Teutônia e Lajeado falam sobre retomada das atividades econômicas

3667

Os prefeitos de Teutônia, Jonatan Brönstrup, e de Lajeado, Marcelo Caumo, falaram sobre a possibilidade de retorno gradual das atividades econômicas. As declarações foram feitas através de live e vídeo nas redes sociais.

O prefeito de Teutônia, Jonatan Brönstrup, destacou a preocupação, como gestor, em tomar as melhores decisões. Ele reforçou a importância de “prevenir, para não remediar”. “Todos os esforços que foram e estão sendo feitos tem surtido efeito, e é essa é a vontade que, de fato, não tenhamos casos em Teutônia. Postergando ao máximo o uso de espaços de tratamento intensivo. Esse é o nosso principal motivador”, reforça.

Quantos aos serviços suspendidos, ele diz que, em conversa com o Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus, aos poucos, serão editadas medidas para que, com segurança, se retomem gradualmente as atividades. “Não amanhã, não segunda-feira, não no fim de semana, mas aos poucos irmos retomando algumas atividades importantes, algumas atividades do comércio, da indústria, com toda a segurança do mundo”, esclarece.

Brönstrup conta que se está conversando com entidades representativas de diversos setores e, principalmente, com profissionais da saúde para que, quando retornar, fazer da melhor maneira possível, com toda condição de saúde. “Estamos buscando garantir cuidados, fazendo com que se tenha o achatamento da curva para não colapsar o sistema de saúde, mas entendendo a importância da retomada gradativa da atividade econômica”, aponta. O prefeito reafirma que é importante pensar em todos. “O próprio governo federal preconiza que seja feito desta forma, com muita conscientização, a fim de garantir segurança para quem voltar para suas atividades, para voltar com condição sanitária ideal”, reforça.

Por fim, o prefeito pediu a compreensão e colaboração das pessoas, principalmente dos grupos de risco. “Essas pessoas precisam manter o seu resguardo social o máximo possível. E as outras pessoas também. Retomar a atividade econômica não significa voltas às ruas de forma desordenada”, destaca. Pontuou ainda que os decretos seguem valendo, até segunda ordem. Reforçou que o pedido é por mais alguns dias de resguardo para, a partir da próxima semana, aos poucos, gradativamente, retomar algumas atividades e serviços, com algumas restrições, prevenção e controle epidemiológico, com as autoridades de saúde. “Não temos a intenção, em hipótese alguma de, salvando a economia, percamos vidas. Precisamos fazer com que as coisas andem de forma equilibrada, lado a lado”, salienta.

O prefeito disse que não vai estabelecer uma data para a retomada. “Nosso decreto de calamidade vai até o dia 31 de março, Mas nós vamos estabelecer um calendário de retomada de algumas atividades, para que aos poucos retornamos à normalidade, no sentido da economia. E não é uma realidade que não vai ter nenhum determinação no formato em que as atividades terão que operar daqui pra frente. Estamos buscando fazer da melhor maneira possível”, finaliza, pedindo que as pessoa fiquem em casa nos próximos dias, até que as autoridades definam o retorno à normalidade.

Mais uma semana de isolamento em Lajeado

O prefeito de Lajeado, Marcelo Caumo, após reunião com o Comitê de Contingenciamento do Coronavírus e também com o Fórum de Entidades, anunciou a reedição do decreto de isolamento para a próxima semana. “Então a semana que vem vai ser mais uma semana de isolamento”, destaca. Porém, junto com o Fórum das Entidades, o Município começa a analisar alternativas para a retomada do comércio e de serviços na semana seguinte. “O que ficou combinado é que cada ramo de atividade vai apresentar para nós as medidas para evitar o contato entre as pessoas, e isso é muito importante para evitar a propagação do vírus”, salienta.

Ele reforça que tudo isso vai depender das análises diárias que são feitas sobre os casos. “Estamos bastante conscientes, bastante pé no chão, fazendo diariamente as análises. A liberação da economia é muito importante, mas a preservação das vidas segue sendo nosso foco neste momento”, pontua. Lajeado tem cinco casos confirmados de coronavírus até o momento, e cerca de 140 pessoas em isolamento por terem dito contato com os casos confirmados.

- publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Escreva seu comentário!
Digite seu nome aqui