Iniciada terceira e última etapa da Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza (Gripe)

275

Começou nesta segunda-feira (11/05), a  terceira e última fase da Campanha Nacional de Vacinação, que protege contra os vírus Influenza H1N1, H3N2 e Influenza sazonal em Lajeado. Para esta última etapa, já há 6 mil doses disponíveis nos mesmos locais das fases anteriores (confira a lista abaixo).

Nesta última etapa, o público-alvo são pessoas com deficiência, crianças de seis meses a menores de seis anos, gestantes, puérperas, professores das escolas públicas e privadas e os adultos de 55 a 59 anos de idade. Também podem fazer a vacina os grupos que estavam previstos na primeira e na segunda fase.

A vacinação está ocorrendo em Unidades de Saúde (confira abaixo), no CTG Tropilha Farrapa (bairro São Cristóvão) e na Junta Militar (bairro Centro). Já o Centro de Saúde São Cristóvão está sendo destinado preferencialmente para a vacinação de crianças. 

Os dois filhos pequenos de Marciana Corbellini, Augusto e Davi Oliveira, foram imunizados na manhã desta segunda-feira (11/05), no Centro de Saúde São Cristóvão. “As vacinas dos meus filhos estão sempre em dia, acho muito importante”, disse Marciana, 39 anos, moradora do bairro.

A campanha em Lajeado já imunizou cerca de 14 mil pessoas.

Público-alvo da terceira e última etapa:

– Crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade

– Gestantes

– Puérperas até 45 dias

– Pessoas com deficiência física, auditiva, visual, intelectual ou múltipla

– Adultos de 55 a 59 anos de idade

– Professores de escolas públicas e privadas

Público-alvo da segunda fase:

– Profissionais das forças de segurança e salvamento

– Povos indígenas

– Portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais

– Funcionários do sistema prisional

– População privada de liberdade

– Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas

– Caminhoneiros, motoristas de transportes coletivos e portuários

Público-alvo da primeira fase:

– Idosos (que completam 60 anos ou mais em 2020) 

– Trabalhadores da saúde

Locais de vacinação contra a gripe:

– Bairro Centro

Local: Junta Militar

Endereço: Benjamin Constant, 442, no cruzamento com a Rua Júlio May

Horário: das 7h30 às 16h30 sem fechar ao meio-dia

– Bairro São Cristóvão

Local: CTG Tropilha Farrapa

Endereço: Rua Fabio Brito de Azambuja, 245

– Centro de Saúde São Cristóvão (preferencialmente para vacinação de crianças)

Endereço: Rua Fabio Brito de Azambuja, 124

Horário: das 7h30 às 16h30, sem fechar ao meio-dia


– Horários de vacinação nas Unidades de Saúde

– Postos do Campestre, Conventos, Jardim do Cedro, Moinhos, Olarias, São Bento, São Cristóvão: 7h30 às 11h15 e das 12h30 às 16h15

– Posto de Saúde Santo Antônio: 7h30 às 11h15

Documentos

– O interessado deve levar um documento com foto ou cartão SUS para se vacinar.

– O profissional da área da saúde deve apresentar algum documento que comprove sua área de atuação.

– O portador de doença crônica deve apresentar o comprovante de sua comorbidade, como receita de medicação de uso contínuo ou laudo médico.

– O profissional das forças de segurança e salvamento deve apresentar a identidade funcional.

– O caminhoneiro deve apresentar documento comprobatório da atuação, como: carteira de trabalho, contracheque com documento de identidade, carteira de sócio(a) dos sindicatos de transporte (categoria motorista), carteira de habilitação (C ou E) ou crachá funcional.

– O trabalhador portuário deve apresentar documento comprobatório da atuação, como: comprovante do registro no Órgão Gestor de Mão-de-Obra (OGMO), carteira de sócio(a) dos sindicatos da categoria, contracheque com documento de identidade, declarações dos serviços onde atuam, carteira de trabalho ou crachá funcional.

– Os motoristas e cobradores de transporte coletivo devem apresentar documento comprobatório da atuação, como: carteira de trabalho, contracheque com documento de identidade, carteira de sócio(a) do Sindicato dos Motoristas e Cobradores, carteira de habilitação (D ou E) ou crachá funcional.

– Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas serão direcionados pelo setor competente aos locais de vacinação.

– Professores deverão apresentar comprovante de vínculo

– Crianças de 06 meses a menores de 06 anos deve, apresentar caderneta de vacinação, obrigatoriamente.

– Puérperas até 45 dias pós-parto devem apresentar documento que comprove o parto, como a certidão de nascimento ou carteira de vacinação do bebê.

– Pessoas com deficiência devem apresentar laudo médico

Cuidado na fila

Para manter as medidas de segurança e evitar o contágio pelo coronavírus, a orientação é que as pessoas mantenham a distância mínima de 1,5 metro na fila.

- publicidade -