Aulas presenciais não retornam em junho

1165

O governador Eduardo Leite anunciou nesta quarta-feira (27/05) os protocolos e projeções para a retomada das aulas no estado. As aulas presenciais não serão retomadas em junho. Na rede pública do Estado serão iniciadas, no dia 1º de junho, aulas remotas. Conforme o governador, será utilizado um modelo hibrido. O Estado utilizará a plataforma Google for Education, o ClassRoom, para aulas virtuais. Na primeira semana deve ser feita a adaptação ao ambiente, entre professores e alunos. Neste sentido, o governo trabalha, em parceria com a Assembleia Legislativa, uma ampliação da rede de dados para alunos. Junto às operadoras de telefonia está sendo visto a oferta de planos que garantam acesso às aulas.

Para alunos que não tenham acesso à tecnologia, devem ser oferecidas formas de entrega de material aos alunos para que façam atividades em casa. Mas a expectativa é que as aulas online atinjam a maioria dos alunos.

Quanto as redes municipais, elas também podem manter aulas remotas, utilizado as plataformas que julgarem mais adequadas. A orientação é a mesma para a rede privada. Apenas não é permitido o retorno de aulas presenciais.

O retorno presencial, de forma escalonada, aos poucos, pode retornar em julho, porém, ainda são projeções que dependerão da situação apresentada até lá. Os protocolos também ainda estão sendo construídos.

Ensino Superior, técnico e cursos livres

A partir do dia 15 de junho, será permitido o retorno de atividades práticas essenciais à conclusão do curso do Ensino Superior, Técnico e Pós. Além de atividades de pesquisa, estágio e uso de laboratórios. Também deve ser liberada a volta dos cursos livres, como cursos profissionalizantes, idiomas e artes. Isso por julga-se que são turmas menores, com alunos com mais autonomia, em que é possível manter protocolos e distanciamento, além de carga horária menor.

- publicidade -