Câmara de Teutônia realiza primeira sessão na sede própria

337

A Câmara de Vereadores de Teutônia realizou nesta terça-feira (30/06) a primeira sessão na sede própria do Legislativo. O obra, cuja tramitação iniciou em 2007, ainda não está 100% concluída, porém, já foi possível fazer a mudança possibilitando os trabalhos no novo espaço. O novo prédio fica localizado na Avenida 1 Leste, em frente ao Centro Administrativo.

Conforme o presidente da Câmara, Cleudori Paniz (PSD), a decisão por realizar a mudança se deu com o objetivo de que o Legislativo pare de pagar aluguel. Atualmente, são gastos cerca de R$ 50 mil por ano com o aluguel do espaço que era utilizado, recurso este que passará a ser economizado.

O novo espaço tem 2,4 mil metros quadrados. Com dois andares, mais um andar para estacionamento. O plenário oficial, que tem capacidade para 200 pessoas, ainda não está concluído e por isso não será utilizado. Conforme Paniz, falta a parte do mobiliário, que compõem boa parte da estrutura. Por enquanto, as sessões serão realizadas no plenário provisório montado no hall de entrada da nova Câmara.

Além do plenário principal, haverá um plenário menor, com capacidade para 40 pessoas. O prédio conta ainda com banheiros, cozinha, gabinete do presidente, gabinetes compartilhados para vereadores, salas de reuniões, sala dos servidores, além de outras salas e espaços. Ao todo, foram investidos R$ 2,4 milhões na obra. Conforme o presidente, o valor represente R$ 1,2 mil por metro quadrado.

Foram seis etapas até chegar no estágio atual. Por hora, ainda falta toda a parte do mobiliário para completar 100% das obras. Paniz afirma que será deixado recursos para a próxima gestão licitar o que ainda falta do prédio, no próximo ano. Conforme o presidente, esta não foi a inauguração oficial do prédio. A possibilidade de realizar uma cerimônia de inauguração até o fim do ano ainda será avaliada.

Paniz lembrou que a sede própria era um sonho antigo, cuja a ideia surgiu em 2000, e teve início em 2007. Exaltou os ex-presidentes da Câmara que trabalharam para construí-la, e disse que este momento é de muita gratidão. “Temos um prédio para os próximos 100 anos, de grande qualidade, que a gente vê a qualidade em suas bases”, destacou.

Segundo ele, o estilo enxaimel da construção se dá pois ela se encaixa junto ao Centro Administrativo, que é um ponto turístico da cidade, sendo assim, também poderá atrair os turistas. Para ele, a obra também demonstra a prosperidade do município que é a segunda maior economia do Vale.

Paniz reforça ainda, que não havia mais condições da Câmara permanecer no mesmo prédio que estava, pois era muito pequeno. Assim, se não houvesse a nova sede própria, seria necessário alugar um prédio maior, possivelmente com custo maior que o atual. “Um prédio como o da Câmara de Lajeado, por exemplo, custa R$ 15 mil por mês, por ano são quase R$ 190 mil”, exemplifica.

O presidente destaca ainda, que o espaço poderá ser utilizado pela comunidade. Tanto o grande plenário, com capacidade para 200 pessoas, quanto o menor, com capacidade para 40 pessoas. Poderão ser feitos eventos culturais, reuniões, audiências públicas, entre outros. Poderá ser cedido ainda para eventos e reuniões do Executivo.

O prefeito de Teutônia, Jonatan Brönstrup, participou do momento e destacou a satisfação de participar da mudança para a nova sede. Segundo ele, o novo espaço é ampliado e mais adequado para o atendimento. Ele destacou ainda, que como presidente da Câmara, em 2012, também participou diretamente da construção da obra.

Salientou que muitos questionam os recursos direcionados para a obra, mas lembrou que há um cronograma e um orçamento a ser seguido e, agora, houve a entrega do novo prédio à comunidade. “Estará disponível à comunidade, e fica para a história, para as nossas futuras gerações”, finalizou.

- publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Escreva seu comentário!
Digite seu nome aqui