Alunos dos anos finais do Ensino Fundamental retornam às aulas presenciais em Teutônia

Alunos e profissionais da Educação fizeram testes rápidos e o retorno das aulas presenciais segue protocolos previstos no plano de contingência

518
Alunos dos anos finais do Ensino Fundamental retornaram às aulas presenciais nesta quarta-feira / Crédito da foto: Édson Luís Schaeffer / Divulgação

Se desde o dia 5 de outubro, a movimentação nas escolas municipais e comunitárias de Teutônia estava um pouco tímida com a volta das aulas presenciais da Educação Infantil, nesta quarta-feira, dia 28, o cenário mudou. Afinal, foi a vez dos alunos dos anos finais do Ensino Fundamental retornarem às aulas presenciais. Um retorno diferente, um novo normal que passa a fazer parte do dia a dia dos estudantes, professores e funcionários.

Cumprimentos com o cotovelo substituem os abraços. Máscara é utensílio obrigatório. Ao chegar na escola, é preciso passar por tapete higienizante e pelo totem de álcool gel, além de ter a temperatura corporal auferida. Na sala de aula, metade ou menos dos colegas, classes com distanciamento e merenda dentro da sala.

Crédito da foto: Édson Luís Schaeffer / Divulgação
Crédito da foto: Édson Luís Schaeffer / Divulgação

Assim foi o retorno de 40,3% (375) dos 930 alunos das seis escolas municipais que têm os anos finais do Ensino Fundamental, bem como dos 34,9% (36) dos 106 alunos da Educação de Jovens e Adultos (EJA) em dois educandários municipais. Já no dia 5 de outubro, ocorreu o retorno de 46% dos 725 alunos da pré-escola das 20 escolas municipais e comunitárias. Os próximos alunos a retornarem às escolas sãos as crianças do maternal. Das 518 crianças matriculadas, 42% retornarão na terça-feira, dia 3 de novembro.

O retorno das aulas presenciais é de forma escalonada. Nas escolas de Educação Infantil, a criança ficará no máximo quatro horas, não sendo oferecido o turno integral. Um grupo irá apenas no período da manhã e o outro grupo apenas à tarde. Já nas escolas de Ensino Fundamental, quando houver mais de 50% de alunos em uma turma para as aulas presenciais, esse grupo de alunos será dividido em duas turmas que irão às aulas presenciais quinzenalmente.  Quem for na primeira semana retornará na terceira.

Desde o dia 21 de setembro, está ocorrendo o retorno gradativo das aulas presenciais em Teutônia, a partir de calendário elaborado pelo Centro de Operações de Emergência em Saúde (COE) da Secretaria de Educação, em conjunto com o Comitê Municipal de Atenção e Enfrentamento ao novo Coronavírus. O retorno presencial não é obrigatório e os pais deverão assinar um termo de autorização e corresponsabilidade. Num primeiro momento, não há a oferta do transporte escolar.

O retorno das aulas presenciais segue uma série de protocolos sanitários, a partir dos Planos de Contingência para Prevenção, Monitoramento e Controle da epidemia do novo Coronavírus elaborados pelo COE Escolar e aprovados pelo COE Municipal. O Município editou dois decretos, 2.832/2020 e 2834/2020, autorizando o retorno gradual das aulas presenciais.

O calendário de retorno previsto é o seguinte (datas sujeitas a alterações):

– 21 de setembro: Colégio Teutônia, com a Educação Infantil, conforme protocolos específicos;

– 28 de setembro: Ieceg/CNEC Teutônia, com a Educação Infantil, conforme protocolos específicos;

– 05 de outubro: Educação Infantil (pré-escola) nas redes municipal e comunitária;

– 13 de outubro: Ensino Médio, conforme calendário do Estado;

– 28 de outubro: Ensino Fundamental – anos finais;

– 03 de novembro: Educação Infantil (maternal – 2 a 4 anos);

– 12 de novembro: Ensino Fundamental – anos iniciais.

O retorno das aulas presenciais não é obrigatório. Para os alunos com comorbidades e em casos que os pais não se sentirem seguros em enviar os filhos à escola, ficam mantidas as aulas remotas. E mesmo para os alunos que retornarem presencialmente, haverá atividades remotas.

O aluno, ao chegar na escola, terá a temperatura auferida. Em seguida, passa por dois tapetes higienizantes e, finalmente, passa pelos totens de álcool gel. Assim, ele poderá ingressar na escola. Não será excedido o limite de 50% da capacidade da sala de aula e deverá ser mantido distanciamento seguro entre os alunos e professores. O uso de máscara é obrigatório. Será oferecida aos alunos alimentação escolar, de forma segura, dentro da sala e no refeitório.

Testes rápidos em alunos e profissionais

Além de seguir os protocolos previstos pelos planos de contingência, os alunos e profissionais da Educação estão fazendo testes rápidos para o diagnóstico de Covid-19. As testagens são feitas gradativamente, próximo à data de retomada das aulas presenciais de cada nível de ensino, sendo contemplados alunos de todas as redes de ensino – municipal, estadual, particular e comunitárias.

Desde o dia 18 de setembro até à noite de quarta-feira, dia 28 de outubro, já haviam sido realizados 1.706 testes. Destes, 101 deram resultado reagente para Covid-19. Confira mais detalhes das testagens realizadas:

– Pré-escola: 212 testes em alunos (13 reagentes) e 365 em funcionários (23 reagentes), totalizando 577 testes (36 reagentes);

– Anos finais do Ensino Fundamental: 225 testes em alunos (09 reagentes) e 82 em funcionários (03 reagentes), totalizando 307 testes (12 reagentes);

– Ensino Médio: 117 testes em alunos (09 reagentes);

– Maternal (em fase de aplicação ainda, no responsável mais próximo do aluno, para não causar prejuízo emocional às crianças): 41 testes em responsáveis (03 reagentes) e 16 em funcionários (nenhum reagente), totalizando 57 testes (03 reagentes);

– Escolas particulares: 588 testes (38 reagentes);

– Conselho Tutelar/Assistência Social: 20 testes (nenhum reagente);

– Motoristas da Saúde: 12 testes (02 reagentes);

– Apae: 29 testes (01 reagente).

Todos os colaboradores e alunos testados receberam laudos com o resultado do exame e, em casos reagentes, foi feita a requisição para encaminhamento à unidade de saúde. Os testes, por ora, são feitos somente nos alunos em que os pais decidiram pela retomada das atividades presenciais.

Os testes utilizados possibilitam, por meio da interpretação, saber se a pessoa tem anticorpos ou se o Covid-19 está ativo. Tendo os testes como um dos requisitos para o retorno das aulas, o Município de Teutônia adquiriu 6 mil testes rápidos. A maior parte, em torno de 4 mil está reservada para a Educação. Os demais estão sendo utilizados nas unidades de saúde de Teutônia.

O Município ainda adquiriu 15 mil máscaras (duas por aluno e por profissional de educação), termômetros digitais, tapetes higienizantes, totens de álcool gel, produtos sanitários para higienização dos espaços físicos e do mobiliário, entre outros. Todas as ações tem o aval e estão sendo acompanhadas pelo Comitê Municipal  de Atenção e Enfrentamento ao novo Coronavírus.

Corresponsabilidades

Reiterando, o retorno das aulas presenciais não é obrigatório. E o retorno está condicionado à assinatura, pelos pais, do Termo de Autorização e Corresponsabilidade, autorizando ou não a ida à escola.

Dentre as corresponsabilidades da família estão:

– Utilização de materiais individuais: garrafas de água, máscara, álcool gel 70% e material de trabalho;

– Uso obrigatório de máscara na chegada e na saída da aula, sem retirar durante os exercícios e atividades propostas;

– Conscientização de respeitar trajeto casa/aula e aula/casa;

– Cada família será responsável pelo transporte de seu filho(a);

– Comprometimento dos familiares de evitar passeios e visitas (aglomerações) desnecessárias para não comprometer a continuidade das aulas de seu(ua) filho(a).

Neste sentido, os professores se comprometem a:

– Fiscalizar os cuidados relacionados enquanto a aula estiver ocorrendo e fazendo uso dos materiais individuais (tais como máscara, álcool gel);

– Evitar o contato e dispor a sala de aula, respeitando o distanciamento de 2m x 2m entre cada estudante, organizando as turmas para que correspondam com o tamanho da sala;

– Higienizar os pontos comuns depois de cada troca de turma;

– As aulas terão duração de até 4 horas, conforme a realidade de cada escola.

As corresponsabilidades ainda preveem:

– Ao perceber que um estudante está com sintomas de gripe, como coriza e sucessivos espirros, febre, ou sintomas compatíveis com a Covid-19, será entrado em contato com os pais para que busquem imediatamente seu(ua) filho(a) e os conduzam a uma unidade de saúde. Em seguida, será informado o Centro de Operações de Emergências da Saúde (COE) de Teutônia.

– Todos estes cuidados são para que professores, estudantes e família tenham a maior segurança possível no retorno às aulas presenciais nas escolas do município.

- publicidade -