Crematório da Diersmann em Santa Cruz do Sul recebe licença de operação

364
Crédito da foto: Divulgação

Áudio na íntegra disponível no site da Rádio Popular

- publicidade -

Na manhã desta quinta-feira (10/6), o Espaço Aberto teve a participação do diretor Régis Diersmann, que trouxe informações sobre o Crematório da Diersmann em Santa Cruz do Sul, que recebeu licença de operação e já está atendendo a comunidade.

Ele explica que a empresa há muitos anos tinha o sonho de conquistar um crematório próprio. Há uma tendência das pessoas optarem por outras formas de despedida no momento em que alguém falece, dando outro sentido a esse momento, e isso fez a procura aumentar. Em um primeiro momento, conforme Régis, a ideia era instalar este crematório no Vale do Taquari, mais precisamente na cidade de Lajeado, mas não foi possível porque na época o Plano Diretor não permitia.

De acordo com o proprietário, a Diersmann tinha o desejo de se expandir e, através de estudos de viabilidade, se optou então pelo Vale do Rio Pardo, com construção do espaço em Santa Cruz do Sul. No mês de abril a empresa recebeu a liberação do empreendimento e ao fim de maio a liberação de operação do crematório. Para que este serviço possa ser oferecido à comunidade, muitas são as etapas e o trabalho vem sendo trabalhado desde 2016.

O diretor traz detalhes de como é o novo empreendimento, que já está à disposição das comunidades do Vale do Rio Pardo e Taquari. No projeto do crematório foi pensado em contemplar serviços modernos e que atendessem as necessidades das famílias neste momento, buscando oferecer conforto, apoio, suporte e aconchego. Um prédio moderno e que contemplasse a acessibilidade, além de se preocupar com a sustentabilidade. Régis ressalta o quanto o crematório é moderno, inclusive na questão de equipamentos, com tudo automatizado.

O Diersmann hoje trabalha com diferentes planos assistenciais, que proporciona benefícios para o cliente usufruir no dia a dia, com atendimentos de diferentes profissionais, como também o benefício pós-vida. Quem quiser incluir o serviço de cremação pode contatar a empresa. Régis explica que há o atendimento de clientes tanto particulares como aqueles que já possuem plano.

Convidado: diretor da Diersmann, Régis Diersmann,
Data: 10/6
Assuntos:
– Crematório próprio;
– Longos processos até a liberação de operação;
– Projeto pensado em atender as necessidades das famílias;
– Diferenciais do empreendimento;
– Atendimento do Diersmann.

Áudio na íntegra disponível no site da Rádio Popular

- publicidade -