Polícia Federal apreende obra de arte supostamente roubada de museu da Líbia

- Publicidade -spot_imgspot_img

A Polícia Federal cumpriu, nesta quinta-feira (29/7) em Porto Alegre, um mandado de busca e apreensão de uma obra de arte adquirida pela internet, suspeita de ter sido roubada de um museu na Líbia, no ano de 1990.

Trata-se de uma escultura de mármore de uma cabeça humana, representando Eusculápio, deus grego da cura, do período de 400 a.C.

A solicitação de busca da obra de arte partiu da Interpol, por meio de comunicação da Interpol Tripoli, na Líbia, ao Escritório Central Nacional da Interpol no Brasil.

A obra havia sido retida pela Receita Federal no Aeroporto Internacional de Viracopos, permanecendo naquela unidade alfandegária de fevereiro a setembro de 2020, mas foi liberada ao adquirente da peça, mediante a apresentação dos documentos de importação, não sendo possível verificar a ilicitude do objeto.

A obra de arte será periciada e caso confirmada sua autenticidade e procedência, será repatriada à Líbia.

O adquirente será ouvido para esclarecer se sabia da origem da escultura.

- Publicidade -

MAIS

- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -