Ambrósio Chesini é Cidadão Garibaldense

- Publicidade -spot_imgspot_img

Em sessão solene realizada na noite de segunda-feira (30/8), no plenário da Casa Legislativa Albano Schneider, foi concedido título de Cidadão Garibaldense ao ex-prefeito Ambrósio Chesini. A distinção é pela dedicação comunitária como prefeito de Garibaldi (1983 a 1988) e reconhecimento pelo voluntariado social em diversas entidades.

A sessão foi presidida por Márcia Maria Pedersetti (PP), com a participação dos demais vereadores. Também estiveram presentes, além do homenageado e familiares, o prefeito Alex Carniel, o vice-prefeito Sérgio Chesini, secretários municipais, convidados e imprensa.

Ambrósio Chesini / Créditos da foto: Pâmela Manfroi / Divulgação

Histórico

Ambrósio Chesini nasceu em 7 de setembro de 1941 em Vila Rica, 3° Distrito de Farroupilha. É filho de Amália Mazzarol Chesini e Felippe Thomaz Chesini. Serviu ao Exército Brasileiro no 8° Regimento de Infantaria em Santa Cruz do Sul, onde foi promovido a Cabo, apto para 3° Sargento, optando pela baixa.

Formou-se em Contabilidade no Colégio Santo Antônio (Maristas). Em 5 de maio de 1961, ingressou como funcionário da Vinícola Armando Peterlongo, onde exerceu o cargo de chefe de vendas por 22 anos. Em 1969 casou-se com Shirlei Nicolao Chesini (falecida em 2004). Do matrimônio, nasceram três filhos – Raquel, Débora e Rafael. Tem os netos Antônio, Felipe, Gabriel; as netas Mariana, Cecília e Alice.

Por indicação do Fórum, foi Juiz de Paz por 8 anos e oficializou diversos casamentos. Sempre atuante no município de Garibaldi, participou ativamente de diversas entidades. Foi fundador do Matutino Futebol Clube de Vila Rica. Em 1974, idealizou o primeiro Festival do Frango e do Vinho realizado nos clubes: 31 de outubro, 1º de maio e União de Moços Católicos.

Foi eleito prefeito de Garibaldi na eleição de novembro de 1982. Exerceu mandato de seis anos (1983 a 1988). Priorizou ações pelo fortalecimento da agricultura, vitivinicultura e avicultura no interior e distritos do município.

Como sócio fundador dos veteranos, organizou o primeiro Festival Colonial em 1984, no Bosque da Fenachamp. Foi idealizador da Associação dos Motoristas de Garibaldi e do CTG Sentinela da Serra. Presidiu o Grêmio Atlético Guarany, Associação dos Veteranos, Lions Clube, União de Moços Católicos e Clube de Tiro, Caça e Pesca.

Presidiu, em 1990, a quarta edição da Fenachamp, quando – pela primeira vez – Garibaldi recebeu a Esquadrilha da Fumaça sobre os pavilhões da festa. Atualmente, está aposentado, reside em Vila Rica, berço da família, onde seus irmãos e descendentes mantém a tradição com frigorífico e adega.

- Publicidade -

MAIS

- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -