Equipe de Atletismo do Colégio Teutônia conquista 17 medalhas no Campeonato Estadual Sub-16

Tiago Cardoso e Clara Rückert são campeões estaduais

- Publicidade -spot_imgspot_img

No final de semana, em Porto Alegre, foi disputado o Campeonato Estadual de Atletismo Sub-16. A Equipe de Atletismo Colégio Teutônia/Languiru/Sicredi, projeto que também conta com o apoio das Prefeituras de Teutônia e Westfália, esteve representada por 10 atletas que, juntos, conquistaram 17 medalhas.

Destaque para os jovens Tiago Cardoso, campeão estadual no arremesso de peso e bronze no lançamento de disco; e Clara Rückert, campeã estadual no arremesso de peso e nos 100m com barreiras e vice-campeã no lançamento do martelo.

Ainda subiram ao pódio Gustavo Lindemann, prata no lançamento do martelo e no lançamento de disco; Oberdan Brune, prata no arremesso de peso; Brenda Kist, prata no arremesso de peso e bronze no lançamento de disco; Davi Müller Käfer, prata no revezamento 4,75m; Bruno Augustin, prata no revezamento 4x75m e 4º colocado nos 1000m rasos, alcançando a melhor marca pessoal; Pedro Dutra, prata no revezamento 4x75m, bronze nos 75m, nos 250m e nos 100m com barreiras; e Alisson Moraes Hassen, prata no revezamento 4x75m. O desempenho garantiu o vice-campeonato geral no naipe masculino e o 4º lugar geral no feminino.

Pedro Dutra (d) foi um dos destaques da equipe, com quatro medalhas:
prata no revezamento 4x75m, bronze nos 75m, nos 250m e nos 100m com barreiras / Créditos da foto: Divulgação

“É uma nova geração que está chegando e fazendo bons resultados. Não contamos com muitos atletas na competição, mas graças ao desempenho conseguimos ser vice-campeões no masculino, atrás apenas da Sogipa, de Porto Alegre, além do 4º lugar geral no feminino. Foram resultados muito bons, um número alto de medalhas. Para alguns, foi apenas a segunda competição do ano, depois de tanto tempo é bom eles poderem voltar a competir. Ainda buscamos mais alguns atletas para essa categoria, para que em 2022 tenhamos um grupo ainda mais forte no Sub-16 e no Sub-18”, avalia o professor e treinador Iurquen Roese.

- Publicidade -

MAIS

- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Escreva seu comentário!
Digite seu nome aqui