Inovação começa na cabeça das pessoas

106
Lásaro trouxe provocações fortes para quebrar paradigmas no pensamento empresarial // Crédito: Luciana Brune

O executivo dono de inúmeras empresas brasileiras e com experiência no comando da Jequiti (Grupo Silvio Santos), Lásaro do Carmo Jr. falou sobre “Inovação na vida e nas empresas”. Ele alertou para a mudança do conceito no decorrer da história corporativa. “Crie rotinas produtivas, inovadoras e obtenha performance. As pessoas focam no que não é controlável e usam como desculpa pelo insucesso”, disse.

- publicidade -

A miopia empresarial vem do passado de sucesso que não garante o presente e o futuro de sucesso; da falta de inovação, que não ocorre pelo ego e vaidade das pessoas. “Quando se está todos os dias dentro da empresa você fica míope. Pressão faz a gente criar. Fizemos coisas inimagináveis. Ser criativo é muito mais do que ter ideias novas”, enfatiza. “O importante é ter dias produtivos que valham os dias ocupados”, insiste.

“Eu não tiro férias, tiro pequenas pausas”, reforçou o palestrante. “A inovação de verdade tem que mover o ser humano antes de mover as coisas. Primeiro absorver a tecnologia, um novo conceito, um novo jeito de ver a vida, para ter dinheiro para evoluir tecnologicamente. O resto é balela”, compartilhou.

Quando a empresa entra num ciclo positivo, fica prazeroso. “Mas até lá, tudo tem dor”, sugere. Por isso, enfatiza a importância de fazer o básico bem feito e junto com isso inovar. “Ter foco no processo, que o resultado vem”, diz.

Quanto às competências das pessoas, Lázaro Jr. assinala: “Não se economiza em capital intelectual. Tem que colocar gente competente. É assim desde que o mundo é mundo. E ainda tem gente que insiste em colocar confiança na frente de competência. Capital intelectual é fundamental”.

“Quem não quer trabalhar, não adianta insistir”
Lásaro do Carmo Jr.

A vida é sob pressão na avaliação do palestrante. “Pressão é fazer perguntas certas. A tensão faz mal. Então, tem que ter pressão sem tensão”. Citou ainda exemplos de inovação com a adoção de um modelo antigo – televendas – para alavancar os resultados de uma loja de roupas fechada durante a pandemia.

12 passos

– Seja inconformado
– Se comprometa
– Tenha mentores
– Tenha foco
– Se arrisque
– Assuma o comando
– Zero mesmice
– Tecnologia
– Apaixone-se pelo que faz
– Conecte-se com pessoas
– Otimismo sempre
– Seja feliz

Palestrante trouxe rotina de uma pessoa inovadora // Crédito: Luciana Brune
- publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Escreva seu comentário!
Digite seu nome aqui