12ª ExpoWink abre fronteiras e supera estimativas

312
Feira superou R$ 5 milhões em vendas. Créditos: Camille Lenz da Silva

“Com esse time unido, somos imbatíveis”. A frase do presidente Valdir Hauschild marcou a 12ª edição da ExpoWink, que ocorreu de 23 a 25 de setembro na comunidade Linha Wink, divisa dos municípios de Teutônia e Estrela.

Mais de 25 mil pessoas visitaram os 200 estantes da feira, que contou com cerca de 150 expositores. Conforme Hauschild, todos os projetos superaram as expectativas. “O almoço, o público, as empresas, o estacionamento, tudo superou nossos cálculos. A feira hoje não é mais apenas da Linha Wink, mas sim do Vale do Taquari, recebendo esse ano empresas do Paraná e São Paulo”, comenta.

As edições da feita ocorrem historicamente a cada dois anos, e a próxima já está sendo avaliada. “Às vezes ficamos em dúvida devido ao esforço, mas ver esse resultado, o parque lotado e as empresas maravilhadas nos dá um sentimento de gratidão enorme e muita satisfação”, afirma o presidente.

Uma das painelistas da feira, a Milkparts também teve divulgação dos seus produtos. Conforme Valdair Kliks, proprietário da empresa, foi possível manter contato com clientes atuais e futuros. “Dezenas de produtores potenciais estiveram na palestra e/ou visitaram nosso stand para conhecer melhor nossos equipamentos, o que foi muito bom para nós”, comenta.

Milkparts foi a primeira a apresentar palestra técnica. Créditos: Camille Lenz da Silva

Segundo Valdair, a palestra é uma excelente oportunidade para o produtor ver e ouvir casos de outros trabalhadores que inseriram a tecnologia para esclarecer dúvidas. “Para nós, essa é a melhor forma de divulgação dos nossos equipamentos”, finaliza.

Ainda dentro das palestras técnicas, as Cooperativas Languiru e Sicredi e o Badesul apresentaram casos de sucesso e seus produtos.

Por fim, as atrações da 12ª ExpoWink foram encerradas em grande estilo, com a apresentação do Padre Alessandro Campos, que recebeu também no domingo o título de “Embaixador de Estrela” direto do gabinete do Prefeito Elmar Schneider.

Padre Alessandro Campos foi atração principal da feira. Créditos: Camille Lenz da Silva

Números iniciais da 12ª edição dão conta de cerca de R$ 5 milhões em negócios fechados, sendo que grandes empresas como a Milkparks e a Cooperativa Languiru efetivam suas vendas, em grande parte, após a feira.

“O sucesso deste ano confirma que somos a maior feira comunitária do estado. Nossa comunidade se espelha no modelo cooperativo para atingir seus objetivos. Vimos a necessidade cada vez maior das parcerias durante a pandemia, e nosso povo abraçou muito bem a causa”, complementa Éderson da Rocha, integrante da comissão organizadora.

Confira alguns destaques da feira

- publicidade -