Veja a distribuição de Fundão Eleitoral e Partidário para os candidatos

261
Crédito: Divulgação

O Fundo Eleitoral e o Fundo Partidário geraram divergência de opiniões desde sua criação. É dinheiro público aplicado nas campanhas eleitorais e por vezes falta transparência na aplicação. Se há dúvidas, ao menos é possível acompanhar os gastos efetuados com as campanhas caras.

O Grupo Popular realizou levantamento sobre o Fundo Eleitoral e do Fundo Partidário recebido pelos candidatos a deputado federal e estadual do Vale do Taquari. Também buscamos as informações dos principais candidatos para governador, senador e presidente. Os dados estão disponíveis no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), por meio do DivulgaCandContas.

Embora os candidatos não gostem muito de ter os dados divulgados, é um direito do cidadão saber quem recebeu, quanto recebeu e de que forma utilizou o recurso do Fundão. Afinal, é dinheiro público. Entre os cerca de 30 partidos ativos no Brasil, apenas o Partido Novo não aceita nem utiliza dinheiro dos Fundos – devolve tudo.

A divisão da verba também precisa observar o equilíbrio entre os gêneros e dentro das fileiras de candidatos. Mesmo assim, existem privilégios para candidatos com potencial de eleição (puxadores de voto) e para os detentores de mandato (que tentam a reeleição). Os recursos vêm do Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC) e do Fundo Partidário.

Consulte e compare contas dos candidatos no site do TSE.

- publicidade -