Mais de 29% dos gaúchos possuem algum tipo de limitação de crédito, cheque ou protesto

CIC Teutônia alerta associados para consulta de dados para mais segurança nos negócios

151
Crédito: Pexels

Uma pesquisa recente realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) revelou que, em agosto de 2022, quatro a cada dez brasileiros adultos estavam negativados, totalizando 63,7 milhões de pessoas.

Além disso, o número de consumidores com atraso nas contas cresceu 10,1% no último mês num comparativo ao mesmo período de 2021. Já de julho/22 para agosto/22, a evolução desse indicador no Brasil foi de 0,7%.

No início de setembro, a CDL Porto Alegre também divulgou indicador de inadimplência referente a agosto/22 no Rio Grande do Sul. Com base em informações restritivas da Boa Vista Serviços (a maior disponível para o RS), 29,3% de CPFs no Estado possuem algum tipo de limitação de crédito, cheque ou protesto, superando, inclusive, a média nacional.

Essas estimativas dão conta de que, da população adulta acima de 18 anos, 2,625 milhões de pessoas estão como inadimplentes no Estado. Nota da Assessoria Econômica da CDL POA, assinada pelo economista-chefe Oscar André Frank Junior, dá conta de redução percentual de 0,1% em agosto/22 num comparativo a julho/22.

“Agosto foi marcado não só por uma nova deflação, como também pelo começo do fortalecimento das transferências sociais via Auxílio Brasil e do pagamento de uma série de benefícios para determinados grupos, como caminhoneiros e taxistas. Entendemos que as medidas do governo contribuíram para evitar aumentos do índice em comparação com julho. Mesmo com esse alívio para a situação financeira das famílias, é importante notar que o cenário econômico permanece desafiador”, destaca a nota.

O economista ainda chama atenção para os preços elevados dos últimos 12 meses, assim como patamares elevados dos juros, “o que encarece o custo dos empréstimos/financiamentos”.  Ele também pontua que, apesar da retomada de empregos, a massa de salários gerada pelos trabalhadores no RS ainda é inferior à verificada antes da pandemia, “fruto da perda do poder de compra do Real e dos níveis consideráveis de informalidade”, com rendimentos geralmente inferiores aos recebidos com carteira assinada.

O documento da Assessoria Econômica da CDL POA também aponta que 43,3% das pessoas com restrição no RS são do sexo masculino, 44,8% feminino e 11,9% não identificados (nomes que, por exemplo, podem ser usados por ambos os sexos).

Os dados apresentados medem parcela de Pessoas Físicas com algum grau de restrição em crédito, cheque ou protesto inscritas no Sistema Central de Proteção ao Crédito (SCPC) da Boa Vista Serviços.

Consulte o SCPC
A CIC Teutônia disponibiliza o serviço de consulta ao SCPC Boa Vista, banco de dados com informações de Pessoa Física, Pessoa Jurídica e cheques de qualquer lugar do país. O intuito é auxiliar seus associados na hora da venda, oportunizando mais segurança e minimizando riscos nas operações de crédito e recebimento de cheque.

As consultas podem ser feitas via internet no site, informando usuário e senha; ou por meio do telefone da CIC, (51) 3762-1233, informando código e senha. Contate a entidade para mais informações.

- publicidade -