Anuário coloca Languiru entre as maiores cooperativas de produção do RS

Ranking divulgado no dia 29 de novembro considera o desempenho de 2021

259

Na terça-feira (29/11) o Grupo Amanhã e a PwC Brasil anunciaram o novo ranking 500 Maiores do Sul, tomando como referência o desempenho das empresas no exercício de 2021 e publicado em 2022.

A Cooperativa Languiru segue entre as maiores cooperativas de produção do Rio Grande do Sul; entre as 100 maiores empresas do Estado, cooperativas ou não, está na 55ª colocação; em se tratando da região Sul (RS/SC/PR), ocupa a posição 128.

O presidente Dirceu Bayer valoriza o desempenho da Languiru no ranking, considerando as dificuldades de 2021 com a pandemia, estiagem, alto custo de produção e poder aquisitivo do consumidor fragilizado, cenário que se tornou ainda mais desafiador em 2022, especialmente para a indústria de transformação do segmento das carnes. “O momento é de cautela, mas, apesar de tudo, a Languiru não parou, vislumbramos na adversidade novas oportunidades. O ano de 2021 foi extremamente desafiador e nos mostrou o quanto o desempenho da Languiru nos anos anteriores foi importante, com reservas que neste momento dão sustentação aos negócios”, destaca.

Por outro lado, ele ressalta que 2022 é um dos anos de maior investimento na história da Languiru. “A projeção para 2023 segue sendo de instabilidade, porém, com as obras nas unidades industriais concluídas, a expectativa é de que possamos incrementar o desempenho no segmento das carnes, com novos produtos e cortes que agregam valor à matéria-prima, além de voltarmos nossa atenção ao segmento de grãos”, afirma, valorizando a diversidade de negócios da Cooperativa.

500 Maiores do Sul

O anuário 500 Maiores do Sul se baseia no Valor Ponderado de Grandeza (VPG). O índice considera o patrimônio líquido (50% no cálculo do VPG), a receita líquida (40%) e o lucro líquido ou prejuízo (10%).

O sócio da PwC Brasil, Rafael Biedermann, ao realizar a apresentação técnica do ranking, classificou o anuário como ferramenta de pesquisa e análise que pode auxiliar os empresários na tomada de decisões. “É um ranking muito completo, que reflete muito bem o desempenho histórico e atual das empresas”, classificou.

O presidente do Grupo Amanhã, Jorge Polydoro, falou do poder de competitividade das organizações. “O futuro está sempre nos desafiando, e nesse momento temos algumas incertezas, com todo o ambiente empresarial acompanhando isso com muita atenção com relação à economia, no mundo e no Brasil. Muitos fatores impõem transformações às empresas, que inovam para serem capazes de competir.”

- publicidade -