A intercooperação baterá à porta dos teutonienses no próximo sábado

O projeto é uma demonstração da união do setor cooperativo no município

1054
Voluntários visitarão casas para falar sobre meio ambiente, prevenção à dengue e doação de sangue / Crédito: Carla Beckmann

As Cooperativas de Teutônia convidam os moradores do município a participar do Dia C, alusivo ao Dia Internacional do Cooperativismo, celebrado na manhã deste sábado, 1º de julho. Cerca de 150 voluntários das cooperativas Regional de Catadores, Sicredi, Sicoob, Cresol, Certel, Languiru, Cooperagri, Unimed, Comatra e Cooperales, da Emef Leopoldo Klepker, bem como da Secretaria Municipal de Meio Ambiente estarão envolvidos. Nesta quarta-feira (28/6), o grupo receberá informações técnicas para prestar o trabalho.

Os voluntários serão divididos entre os Bairros Teutônia, Languiru, Canabarro, Centro Administrativo, Alesgut e Boa Vista para visitar casas. Eles distribuirão ímãs de geladeira com informações sobre os dias de coleta, quais tipos de resíduos podem ser depositados e como o munícipe pode reduzir a quandidade produzida. Também falarão sobre a doação de sangue e o combate à dengue. As cooperativas pedem que a comunidade abra a porta para os voluntários, que estarão devidamente identificados com uma camiseta alusiva à ação.

Conforme o presidente da Certel, Erineo José Hennemann, o projeto é uma demonstração da união do setor cooperativo no município. “As cooperativas não atuam apenas em atividades sociais, mas sim econômicas e de melhoria da qualidade de vida das pessoas, seja com transferências de serviços ou ações”, cita.

Já a assessora de desenvolvimento do cooperativismo da Sicredi Ouro Branco RS/MG, Raquel Schwingel, explica que a proposta partiu do olhar atento para o meio ambiente. ”Existe um grande desafio de elevarmos as taxas de reciclagem no país. No mundo, temos números superiores a 22%, mas o Brasil recicla apenas 4% do resíduo sólido”, lamenta.

A gerente da Sicoob, Jaqueline Herrmann, diz que todos os representantes de cooperativas já tinham vontade de oferecer algo diferente à comunidade, que tivesse proporção maior e fosse mais relevância na prática. “Então nos juntamos em uma comissão organizadora, com um representante de cada entidade para organizar o Dia C”, disse.

O professor da Emef Leopoldo Klepker, Evandro Biondo, destaca que na escola não se aborda apenas sobre os resíduos, mas sim diversos temas ambientais. “Graças ao projeto LK Sustentável, coletamos mais de cinco toneladas de resíduos recicláveis e óleo de cozinha e os entregamos para destinação correta. Com essas ações, conscientizamos os alunos de que o lixo é de responsabilidade de quem produz. A responsabilidade não acaba quando o colocamos na rua”, completa.

As cooperativas prevêem a entrega de 5 mil fôlderes e que cada voluntário alcance 33 domicílios.

- publicidade -