Brasileiros perderam mais de R$ 1 bilhão em golpes em 2023

A técnica dos golpistas normalmente engloba criar histórias que ganhem a confiança das vítimas.

1282
Situações se multiplicam ano após ano / Crédito: Divulgação

Na terça-feira (6/2) celebrou-se o Dia da Internet Mais Segura. A data pode passar despercebida pela maioria das pessoas, mas é necessária tendo em vista a crescente de golpes, principalmente digitais, aplicados à população. Segundo um estudo da empresa OLX, os brasileiros, no último ano, tiveram perdas estimadas em R$ 1,1 bilhão. O número de vítimas de estelionato virtual aumentou durante a pandemia de covid-19 devido à realização de mais compras on-line e ainda não voltou aos patamares anteriores.

Na internet, há uma imensa variedade de opções fraudulentas, desde a utilização de sites falsos parecidos com os originais a avisos por mensagem (SMS) ou WhatsApp sobre falsas compras, se passando por bancos e empresas de comércio eletrônico até ligações de falsas centrais telefônicas.

Em 2023, os golpes mais comuns foram o falso pagamento (30,5%), a invasão de conta (25,6%) e a coleta de dados (17,8%). Os golpes de falso pagamento e invasão de conta apresentaram aumento de 19% e 51% respectivamente em comparação a 2022.

A técnica dos golpistas normalmente engloba criar histórias que ganhem a confiança das vítimas. Eles exploram as fragilidades dos usuários, enganando e persuadindo para que forneçam informações sensíveis ou a realizem alguma ação que possa comprometer a sua segurança.

Os bancos, por exemplo, alertam para a utilização de números oficiais das instituições para a realização de ligações cobrando valores, fornecendo falsos empréstimos e pedindo dados bancários, além de outras tantas mensagens enviadas todos os dias solicitando o pagamento de compras, que enviam as vítimas a sites falsos semelhantes aos originais.

“A prevenção é ainda a melhor solução para um ambiente on-line mais seguro. Além das soluções de tecnologia, é fundamental educarmos digitalmente a população”, explica Beatriz Soares, vice-presidente de Produtos da OLX.

Dicas para evitar cair em fraudes on-line

1 – Desconfie de ligações que solicitam a confirmação de transações e peçam seus dados;
2 – Cuidado com números mascarados! Golpistas podem simular chamadas em nomes de outras pessoas e instituições;
3 – Não clique em links que solicitem atualizações, testes em aplicativos ou que prometam ofertas duvidosas;
4 – Não entre em contato com números fornecidos por SMS ou ligações alertando sobre compras que você não fez, por mais que as mensagens sejam alarmistas;
5 – Não compartilhe senhas e informações pessoais com outras pessoas por ligação ou mensagens;
6 – Suspeite de promessas sobre crédito facilitado, leilões virtuais de origem duvidosa e de situações que exijam pagamentos antecipados;
7 – Desconfie de ligações vindas de “centrais de atendimento”. Os golpistas têm técnicas para se passar por funcionários de instituições financeiras com a desculpa de coletar informações pessoais;
8 – As instituições financeiras alertam que não realizam ligações pedindo dados bancários ou pessoais.

- publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Escreva seu comentário!
Digite seu nome aqui