Sicredi distribui 250 toneladas de doações

785
Voluntários recebem as doações no antigo Agrocenter Máquinas / Crédito: Divulgação - Sicredi

Em meio à catástrofe ambiental que atinge o Rio Grande do Sul, a solidariedade se sobressai na região. Em uma comunidade contagiada pela forte presença do espírito cooperativo e associativo, o movimento se torna ainda mais importante. A Cooperativa Sicredi Ouro Branco RS/MG é uma das entidades engajadas em dar auxílio e apoio às pessoas atingidas pelas cheias no estado. O Sicredi arrecada doações de mantimentos, materiais de higiene e limpeza, cobertores, móveis e cadeiras de rodas por todo o país.

- publicidade -

As 104 agências da cooperativa espalhados pelo Brasil estão unidas em prol do Rio Grande do Sul e coletam doações para a região. Os donativos são destinados ao Vale do Taquari, Vale do Caí e à Região Metropolitana. Em Teutônia, até o momento, foram contabilizadas 250 toneladas de donativos, que são entregues no antigo prédio do Agrocenter Máquinas Languiru e posteriormente distribuídas à população.

A cooperativa também promoveu um Pix solidário para a aquisição de recursos e mantimentos para os municípios afetados. A doação pode ser encaminhada para o email [email protected], ou pelo QR Code. O valor é destinado à Fundação Sicredi.

Cooperativismo

O cooperativismo é uma das grandes forças do Vale do Taquari e de extrema importância nesse momento crítico para a reconstrução da região. “É muito importante trazer o quanto o cooperativismo tem sido e vai ser importante nessa reconstrução. Pela essência de ajuda mútua, mas principalmente pelos movimentos que realiza, pela forma como as lideranças se posicionam e com que as coisas acontecem e chegam à sociedade”, destaca o diretor executivo da Sicredi Ouro Branco, Francisco Diel.

Prorrogações

Para amparar os produtores rurais atingidos, o Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou a prorrogação do prazo de pagamento do crédito rural por noventa dias.

A Sicredi vem realizando contato com os associados para avaliar a situação de cada um deles e definir a melhor solução para os sócios. “Nós começamos a ir ao encontro da sociedade e das entidades representativas para verificar onde o Sicredi pode se colocar para ajudar nessa reconstrução. Contem com a cooperativa e com as nossas lideranças”, ressalta o diretor.

Também houve uma prorrogação das inscrições para o Fundo Social do Sicredi, estendidas até 31 de maio. Neste ano, a cooperativa destinou R$ 1,42 milhão para projetos de entidades associadas e sem fins lucrativos.

Os associados podem procurar o Sicredi e seus colaboradores, presencialmente ou pelos canais alternativos para mais informações ou sanar dúvidas.

- publicidade -