Westfália inicia aplicação do Fludora Fusion contra a dengue

132
Aplicação do inseticida também é realizada dentro dos ambientes / Crédito: Divulgação

O inseticida Fludora Fusion começou a ser aplicado em Westfália. As escolas municipais do interior foram as primeiras contempladas com a ação, que busca combater o mosquito Aedes aegypti.

As Emefs Bandeirantes, de Linha Frank, Rio Branco, de Linha Paissandu e Olavo Bilac, de Linha Berlim, bem como a Escola Estadual de Ensino Médio (Eeem) Westfália receberam a aplicação, que será realizada, posteriormente, em outros educandários e em estabelecimentos com grande circulação de pessoas no município.

A técnica utilizada na ação é a Borrifação Residual Intradomiciliar (BRI), que consiste na aplicação do inseticida com pulverizadores nas paredes das construções, até uma altura máxima de 1,50 metro, onde é mais comum que os mosquitos dessa espécie repousem. Após a aplicação, o produto permanece na superfície por até quatro meses, criando uma espécie de película e eliminando os mosquitos adultos que entrarem em contato com as áreas tratadas. A prática é bastante utilizada em estados do Norte para combater a malária.

Assim que o inseticida seca, não há risco de contaminação para os humanos, o que permite que as atividades nos locais tratados continuem normalmente depois de uma hora.

Thaise Boelter, agente de Combate a Endemias de Westfália, alerta que a cooperação da comunidade é fundamental no combate ao mosquito. “Esta é apenas mais uma ação de combate ao Aedes eegypti, mas a comunidade deve colaborar todos os dias, com ações simples que podem ser incorporadas na rotina, evitando a água parada em sua moradia e local de trabalho”, comentou.

Mitos sobre o mosquito da dengue

– Só pica durante o dia

MITO – O inseto pode picar em qualquer hora do dia, mas é mais ativo durante o amanhecer e o entardecer.

– O mosquito não consegue picar em lugares altos

MITO – O Aedes aegypti consegue voar um metro acima do chão, mas isso não o impede de chegar a locais mais altos. Segundo o Ministério da Saúde, o mosquito pode entrar no elevador quando há água acumulada em seu poço, por exemplo, ou se o morador levou para sua residência algum recipiente contendo ovos do mosquito.

A altura não é desculpa para evitar a contaminação. Em um apartamento alto, por exemplo, se o foco estiver na portaria, pode ser que, de fato, o mosquito não chegue ao 15º andar. Mas e se o foco estiver no vizinho de baixo?

Apesar disso, para o mosquito o que mais interessa é a temperatura. Por isso, normalmente preferem os andares mais baixos, onde é mais quente.

O “fumacê” mata as larvas do mosquito

MITO — O fumacê consegue matar apenas mosquitos adultos que estão voando no momento da aplicação. Para destruir as larvas, deve-se usar larvicida ou eliminar o depósito com água parada.

O mosquito só se prolifera em água limpa

MITO — O mosquito da dengue pode criar em qualquer tipo de água parada, inclusive na suja.

- publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Escreva seu comentário!
Digite seu nome aqui