Trabalhadores da Lactalis estão em “estado de greve”

- Publicidade -spot_imgspot_img

Os trabalhadores da Lactalis de Teutônia estão em “estado de greve”, que significa paralisar a qualquer momento. De acordo com o presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias e Cooperativas da Alimentação (Stica) de Estrela, Pedro Mallmann, a decisão foi tomada na assembleia da categoria no dia 14 de julho. Na ocasião, 274 dos 293 presentes votaram contra aceitar a proposta de reajuste oferecida pela empresa e optaram pelo “estado de greve”.

Conforme o dirigente sindical, a empresa teria apresentado como meta definitiva de negociação 7,12%. Mallmann alega que o índice está abaixo da inflação. Nesta quarta-feira (28/7) houve panfletagem diante da empresa, na Rua Erno Dahmer – Bairro Alesgut – Teutônia. Ação similar ocorreu em outras cidades do Estado e do país com unidades da multinacional francesa.

No panfleto, os sindicalistas dizem que a empresa pressiona os trabalhadores, altera jornadas de trabalho de forma unilateral e chamou a polícia ao perceber a mobilização pelo estado de greve. Há críticas pelo lucro da empresa e a não reposição salarial. Ainda ocorreram assembleias de conscientização.

Por enquanto há um impasse nas negociações. O sindicato aguarda um avanço nas tratativas até o fim de semana. Caso contrário, “semana que vem a intenção é paralisar”, disse Mallmann.

A reportagem fez contato com a direção da Lactalis. O contraponto está na reportagem específica clique aqui.

- Publicidade -

MAIS

- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -