Outono na região deve ter volume de chuva ligeiramente acima da média em 2024

Segundo as previsões, a estação começa com o Oceano Pacífico em fase de neutralidade, ou seja, sem a atuação do fenômeno El Niño ou La Niña

1223
Crédito: Lucas George Wendt

O outono iniciou na quarta-feira, 20 de março, no Hemisfério Sul. Para a região do Vale do Taquari, a previsão é a de as características típicas dessa estação acontecerem mais tardiamente em relação a períodos anteriores. O Núcleo de Informações Hidrometeorológicas (NIH) da Universidade do Vale do Taquari – Univates divulgou o boletim da estação, destacando os principais prognósticos para o outono no Vale do Taquari.

Características gerais típicas do outono
● Veranicos: sequência de dias com temperaturas mais elevadas, acima dos 30°C;
● Amplitude térmica elevada: grande diferença entre a temperatura mínima e a máxima registradas durante um dia;
● Maior ocorrência de nevoeiros;
● No equinócio, no dia 20 de março, noite e dia têm a mesma quantidade de horas. Conforme o inverno se aproxima, as noites vão se tornando mais longas.

Tendências para o outono na região do Vale do Taquari
Segundo as previsões dos Centros Internacionais de Meteorologia, a estação começa com a atuação do fenômeno El Niño no Oceano Pacífico, que segue enfraquecendo e deve dar lugar, ainda no outono, à fase de neutralidade climática, ou seja, sem atuação do El Niño ou La Niña. O regime de chuvas no Rio Grande do Sul é regulado por esses dois fenômenos.

Por se tratar de uma estação de transição de um período mais quente para uma estação mais fria, as temperaturas tendem a diminuir gradativamente no decorrer do outono. Com isso, esperam-se temperaturas ligeiramente acima do padrão climático. Embora os eventos de frio possam ocorrer mais na segunda quinzena de abril, as ondas de frio mais intensas, que podem causar geadas amplas no Vale, são esperadas para o final de maio e início de junho.

Ressalta-se que, na segunda metade do outono, espera-se uma frequência maior de massas de ar frio. Nesse período de outono, os volumes de chuvas apresentam os menores valores de precipitação em relação às outras estações do ano. Para todo o período de outono, a tendência é de chuvas ligeiramente acima do padrão climático.

Os eventos de chuva serão irregulares, com abril mais úmido. E os volumes de chuvas devem ficar em torno da normal em direção ao inverno (maio e junho).
Como funciona a previsão do tempo do NIH?
A previsão do tempo é organizada a partir da compilação das informações disponíveis em diferentes portais de clima e tempo, além do acompanhamento de variáveis meteorológicas registradas pela estação meteorológica da Univates, em Lajeado, e pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).
Para isso, o setor consulta as mais variadas fontes, como: imagens do satélite meteorológico GOES 16 e modelos numéricos disponibilizados pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), imagens de radar meteorológico divulgadas pela Rede de Meteorologia do Comando da Aeronáutica (Redemet), mapas de previsão do tempo do National Centers for Environmental Prediction (NCEP/NOAA) e do Windy.

O NIH
O Núcleo atua nas áreas de meteorologia e hidrologia. Suas atividades consistem no monitoramento de elementos meteorológicos e hidrológicos, elaboração da previsão do tempo e transmissão dessas informações para veículos de comunicação da região. O NIH também acompanha alertas meteorológicos e hidrometeorológicos emitidos pelos sites do Inmet, Inpe e Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais (CPRM). Além disso, as variáveis meteorológicas obtidas pela estação meteorológica instalada no campus da Univates, em Lajeado, formam um banco de dados de 19 anos, que pode ser utilizado tanto pelo público acadêmico quanto pelo privado.

- publicidade -