Estrela emite alerta para casos de estelionato virtual

ocorrência é a mais registrada em Estrela no primeiro semestre

209
Uma das recomendações da segurança é que se evite o compartilhamento de dados pessoais por aplicativos e redes sociais / Crédito: Crimes Virtuais / Ismael Salvatori / Divulgação

O município de Estrela apresentou um grande número de crimes de estelionato virtual no primeiro semestre de 2022. A média mensal de ocorrências desta categoria é de 18, sendo cerca de 90% delas praticadas virtualmente, segundo registros da Brigada Militar e Polícia Civil. Para a pasta da Administração e Segurança Pública, o índice pode ser até três vezes maior.

- publicidade -

A comunicação do alerta foi feita pelo diretor do gabinete de Segurança Pública, vinculado à Secretaria de Administração e Segurança Pública de Estrela, Marcelo de Abreu Fernandes, que afirma que o crime é destaque em quantidade de registros no município de Estrela. “A novidade é a variação de formas como ele é praticado atualmente, especialmente pelos meios virtuais. É preciso ter muito cuidado, especialmente com o uso das redes socias”, avalia.

Indicadores
Os indicadores criminais do município apontam que, durante o primeiro semestre de 2022, em média, foram registrados 18 casos de estelionato por mês, mas na prática os números são até três vezes maior. “Muitas pessoas não registram a ocorrência, ora por vergonha, medo de exposição ou até mesmo por desconhecimento da necessidade. Porém, é importante que todo golpe/crime seja registrado, para que a polícia tenha a estatística correta e proceda em investigações para reprimir os autores”, pontua Fernandes.

Entre os crimes mais recorrentes estão os pedidos de ajuda financeira, via PIX, ameaças pedindo dinheiro, número de WhatsApp falso, pedidos de troca de cartão de banco e ainda o bilhete premiado. Além disso, ainda existe a ação presencial, por meio do golpe do bilhete premiado.

Todo cuidado é pouco
Fernandes ressalta a importância de não se deixar levar pela chantagem dos golpistas e desconfiar quando as conversas “for para o lado dos pedidos de dinheiro”. Abreu ainda recomenda que se o indivíduo peça ajuda em casos de dificuldades, mas não faça depósitos antecipados.

Outra indicação é a de registrar sempre a ocorrência. O sistema de registro on-line da Polícia Civil permite que a pessoa lesada em crime de estelionato registre a ocorrência de casa mesmo, sem a necessidade de ir até a Delegacia de Polícia. “Com o registro a segurança pode trabalhar de forma mais ágil na busca dos criminosos. Por isso a gente orienta a registrar sempre, todos os tipos de crime.”

Na página da Delegacia On-Line, é necessário clicar na aba “registro geral”, para então descrever o fato no histórico. Neste local é possível incluir o número de telefone celular usado para aplicar o golpe, as contas bancárias que foram solicitadas e todas as informações da ocorrência.

- publicidade -